sábado, dezembro 20, 2008

Salton Moscatel

Vamos provar mais esta moscatel para comparar com outras degustadas no passado.
Cor palha meio acizentada. As bolhas duraram pouco, apesar de ser Lote 08. Aromas de intensidade média. Para mim, moscatéis lembram gengibre em geral. Aqui, em Curitiba, há uma fábrica de refrigerantes que faz a gengibirra e as semelhanças são grandes.
Além de gengibirra, lembrou maçã. Vale a pena sentir o cheiro de um sachet de chá de capim cidreira, parece que a Santon Moscatel foi feita do chá.
A falta de borbulhas é sentida no paladar também. É bem doce e falta acidez para compor. É necessário servir BEM GELADA para a doçura e a falta de acidez serem compensadas pela temperatura. Esta moscatel não sobreviveu à análise técnica, mas não é de todo ruim. 7,5% de álcool. VV!74. R$15,40.
A primeira moscatel que tomei foi a Terranova. Àquela época, empolgou pela intensidade dos aromas. Com o tempo, passei a achá-la meio enjoativa, um perfumão. A Salton é um pouco melhor. Entre as nacionais que provei, fico com a Aurora Moscatel por ser mais delicada.

3 comentários:

Anônimo disse...

Olá Leronardo, como estão as coisas por ai?

Estou com uma pequena duvida.

A postagem do vinho do mes da confraria será feita no dia 30/12 ou 31/12??

Muito obrigado e um ótimo ano novo com grandes vinhos para voce e sua familia.

Abraços

Jean
www.otanino.blogspot.com

Anônimo disse...

senhor leonardo entre no site da salton,não com vc escreveu santon

leia,estude mais sobre moscatel,respeite os enologos nacionais,e deguste e não prove com se fosse o chazinho da sua dignissima vovozinha.

abraços e não me liga.

QIC disse...

Também prefiro a Aurora... mesmo não gostando muito (ou quase nada) de moscatel.

Quanto à Salton, eu não gostei, mesmo... fazer o quê, não é? Concordo que o "capim cidreira" é o melhor descritivo. Enjoativa, doce e sem acidez.

Gosto muito das espumantes nacionais, mas essa deixou a desejar.