domingo, janeiro 27, 2008

Beyerskloof Synergy 2002 – Cape Blend

29/12/2007. Para quem está acostumado com a América do Sul é fantástico provar vinhos sul-africanos. Este veio de Stellenbosch. É um corte do cabo (cape blend) e, para isso, deve apresentar pelo menos 20% de Pinotage e 25% de Cabernet Sauvignon. No caso do Beyerskloof Synergy são 38% de Pinotage, 34% de Cabernet Sauvignon e 28% de Merlot.
Degustei o vinho em duas ocasiões distintas no fim de 2007 e esteve exuberante nas duas vezes. Cor densa, vermelho mais para o atijolado. Complexo, parece ter passado bom tempo em madeira francesa de primeiro uso: pimentão verde, oliva, animal molhado, pimenta, alcatrão. Pico de aroma com químico, framboesa e café. Intenso: uma explosão de aromas no nariz. Boca cheia com taninos doces que atacam, ótimos corpo e acidez. Após cinco anos está no ponto. Merece uns 40 minutos para abrir, portanto recomendo decantar. 14% de álcool. Nota Viva o Vinho! 90, Wine Spectator 84, Bacco Ubriaco 90,11. R$65,70.

2 comentários:

Diego disse...

vinho parece bem interessante, mas ainda está um pouco salgado [no bolso]
xD

abraços

Colheita de Vinhos disse...

Olá Leonardo ...

Olha eu fico impressionado pela quantidade de aromas que você identifica nos vinhos ... espero um dia chegar a este nível, mas ainda tenho uma longa caminhada a frente .. rsrsr.

Acabei de postar um vinho indicado por você o "Sunrise Carmenere 2004", passa lá no blog.

Grande abraço,

Guilherme