sábado, agosto 23, 2008

Decanter Wine Show 2008

O Decanter Wine Show 2008 em Curitiba foi incrível. A importadora realizou o melhor evento enológico que a cidade já sediou. Foram mais de 300 rótulos de 51 produtores. Grande parte do melhor que a importadora tem a ofecer estava em Curitiba. Na maioria absoluta dos stands o proprietário da vinícola estava servindo os vinhos sempre com sorrisos e simpatia. O ambiente do Buffet du Batel foi adequado e a mesa de comidinhas era ótima.
Óbvio que não provei tudo. Humanamente impossível em uma noite só passeando entre os stands. Ainda bem que, como eu, muitos dos amigos presentes optaram pelo táxi porque não houve quem estivesse cem por cento são no final das provas. Vi poucos cuspindo, o que garantiria a sobriedade por mais tempo, contudo quase ninguém quis deixar de sorver até o fim vinhos que chegavam aos R$900,00.
Eis um mérito extra para a Importadora Decanter. Em alguns eventos vemos que os caros não estão disponíveis para todos. Com a Decanter foi tudo em cima da mesa. Nunca dei muita importância para isso particularmente, todavia o efeito com o público foi excelente.
Gostaria de ter variado mais e provado muitos vinhos de locais diferentes, mas me concentrei em Itália e França e nos vinhos mais indicados nos sites especializados. Não busquei observar custo-benefício, mas sim aproveitar para provar o que a importadora tem de melhor.
Degustei 46 vinhos. Com excessão de 2 ou 3 que não me agradaram, o restante era de muito bom a excelente. Neste momento, numa decisão muito difícil, tento selecionar um para ser a minha escolha pessoal entre os 46. Poderia citar o Ornato com WS 94, o Montus Cuvée Prestige com WS 93, o Cuvée Generations WS 94 (que me impressionou muito), Les Ruchets WS 92, Caprili Riserva WS 92, o Gevrey Chambertin ou o Schild Estate Shiraz 2005, ao qual sou fissurado e tem WS 93. De acordo com o gosto pessoal, qualquer um desses e até alguns outros não citados poderiam ser o campeão de um dos presentes.
Olho para essa relação muito especial diversas vezes e sinto-me mais uma vez afortunado por ter degustados tantos tops numa única noite. Mesmo lendo e relendo minhas anotações (e como é bom relembrar) fecho com o "supertoscano" do San Fabiano Calcinaia: Cerviolo IGT 2001, com "apenas" 91 pontos na Wine Spectator. Alguns dos provados tem o elemento tempo para agir ainda, mas o critério que usei é bem direto: o vinho que mais me agradou e que me surpreendeu naquele momento.

Para não citar todos os bebidos, coloco abaixo uma relação concisa do que foi degustado no Decanter Wine Show:

ALAIN BRUMONT
Château Montus Cuvée Prestige 2001 - R$359,00
CAPRILI
Brunello de Montalcino Riserva 2001 - R$339,30
CHÂTEAU DE LA GARDINE
Didática a degustação dos excelentes Châteauneuf-du-Pape 2002 e 2006 brancos (R$168,80). Ficou clara a evolução em garrafa do 2002.
Châteauneuf-du-Pape Cuvée des Gênérations 1998 - R$579,50
CHÂTEAU SAINT-ROCH
Lirac 2006 Rose - R$66,80
DOMAINE PIERRE LABET - CHÂTEAU DE LA TOUR
Puligny-Montrachet 1er Cru Champs Gains 2005 - R$442,80
Clos-Vougeot Grand Crus 2005 - R$908,50
Gevrey Chambertin 1er Cru Fonteny 2005 - R$471,50
DOMIMGOS ALVES DE SOUZA
Quinta da Gaivosa Douro 2003 - R$193,10
Quinta da Gaivosa Vinha de Lordelo Douro 2005 - R$339,20
Porto Quinta da Gaivosa LBV 1999 - R$149,50
JEAN-LUC COLOMBO
Crozes-Hermitage Les Graviéres 2005 - R$155,00
Côte-Rôtie La Divine 2004 - R$483,00
Cornas Les Ruchets 2004 - R$609,50
Muscat de Rivesaltes Les Saintes 2003 - R$98,90
PIO CESARE
Chardonnay Piodilei Langhe 2006 - R$202,40
Barbera d´Alba Fides 2004 - R$209,95
Barolo Ornato 2003 - R$413,50
SAN FABIANO CACINAIA
Cerviolo Toscana IGT 2001 - R$236,30
SCHILD ESTATE
Shiraz 2005 - R$120,70

4 comentários:

QIC disse...

Ai...
A noite estava realmente fantástica e a Decanter foi brilhante em toda a organização do evento... os vinhos, a comidinha, as taças... tudo impecável! Sem falar na simpatia e na cordialidade de todos da organização.
Também achei excelente o fato dos Vinicultores estarem presentes, servindo seus próprios vinhos, conversando e apresentando os seus produtos e, como diz a prórpia Decanter, "sua paixão e conhecimento".
Estavámos juntos no evento, por isso nossas provas foram quase as mesmas - os italianos, os franceses, os espanhóis da Ercavio e os rótulos portugueses de características tão particulares do "Seu" Domingos Alves de Sousa.
Bem, da frança não tem dúvida: o tannat Château Montu Cuvée Prestige foi meu preferido! É meu o preferido do evento, tembém...
Da itália o eleito é o Brunello de Montalcino Riserva, muito elegante e complexo... Na seqüência, o Cerviolo Toscana, San Fabiano Calcinaia, com toda sua explosão de anis, melaço, defumado, sua intensidade e potência.
Quanto ao "Seu" Domingos... fora de classificação: adorei todos! São de uma personalidade surpreendente! O preferido é o Quinta da Gaivosa de Lordelo Douro, macio, excitante, permanente (muito permanente!) e intenso... nem tem como entrar em uma lista por preferência, vinhos específicos, para situações específicas... sem mais comentários!
Valeu muito a experiência!!!

Jeniffer Scheffer disse...

Bom, como minha querida Queisse acima já disse: estava tudo ótimo, inlcusive aquele enroladinho de aspargo com prosciuto di parma. Contudo, para mim, obviamente (não é Queisse?), máximo da noite foram os Barolo e Barbaresco da Pio Cesare... simplesmente irresistíveis.

Um abraço, Jeniffer.

Anônimo disse...

Meu amigo tudo muito espetacular e sem delongas depois da noite de inumeras surpresas(que esteve presente entende) o grande campeao um italiano Amarone - Michele Castellani Cinque Stelle 2004.
Grande abraço e parabens pelo blog
Vitor

Le Vin au Blog disse...

Leonardo,

Fiquei devendo o meu voto. Muito difícil escolher apenas um vinho.
Acomapanho o voto do Vitor. O amarone do Castellani estava ótimo!

Abs.,

Claudio - Le Vin au Blog