domingo, setembro 24, 2006

Mais vinhos de R$15,00

Feriadão em Curitiba e, como eu, muitos amigos ficaram na cidade por um motivo ou outro. Gosto da cidade vazia no feríado. Sempre gostei.
Nada como ter os amigos por perto nesses dias, dispostos a tomar uns vinhos e cozinhar.
Fizemos um tagliarine aqui em casa e mandamos ver em quatro garrafas. Darei aqui rápidas opiniões dos vinhos tomados:

SALTON CLASSIC MERLOT
O Cabernet Sauvignon já degustado neste blog (I Degustação Viva o Vinho!) é muito melhor que o Merlot. Sem corpo e qualquer tipicidade.

MORANDÉ PIONERO MERLOT
Quando é tinto do Chile, costumo pedir Merlot. Não sou fanático por Carmenère como muitos. Este decepcionou e ficou no mesmo nível do Salton. Não recomendo. Ambos para menos de 80 pontos.

ETCHART PRIVADO CABERNET SAUVIGNON
O Etchart tem sido escolha certeira já há alguns anos. Conheci no excelente e intimista restaurante Ponte Vecchio. Naquela ocasião acompanhou bem massa e molho com tempero mais forte.
Um argentino de Salta que surpreende pela personalidade na faixa de preço. Especiaria marcante e boca intensa, com taninos um pouco selvagens. Pena que há uns 2 ou 3 anos mudaram o rótulo, achava lindo o anterior.
Este é para, quem sabe, emplacar 84 pontos.

PANIZZON CABERNET SAUVIGNON
Naquele dia não estava estragado, mas provado depois do Etchart desapareceu.

Foi bom tomar uvas diferentes e de 3 países em sequência. Fica o questionamento se os nacionais podem acompanhar e bater os argentinos de mesmo preço. Talvez não dê para competir nestes termos e o certo seja entender qual a personalidade do vinho nacional, para bebê-lo como deve ser bebido.
Teremos de continuar na "terrível" tarefa de provar mais e mais para chegar a uma conclusão.

Um comentário:

letícia disse...

Acho que a personalidade do vinho brasileiro está em fase de descoberta. Ultimamente tenho experimentedo o saton, cabertenet S. achei um vinho macio, limpo, leve. Com bastante corpo. não sou muito entendedora, mas estou me interessando por este universo. algum palpite?