segunda-feira, agosto 21, 2006

I Degustação Viva o Vinho! - RESULTADOS

Nove amigos e apreciadores do vinho reuniram-se aqui em casa Sábado para a I Degustação Viva o Vinho!
O tema: Cabernet Sauvignon Nacional até R$15,00.
A maioria ainda não tinha participado de um evento deste tipo, portanto iniciamos apresentado a uva Cabernet Sauvignon, suas características e sua produção no Brasil. Em seguida comentamos as etapas da degustação do vinho e, por fim, mostramos a ficha de degustação.
Foram provados 6 vinhos, servidos de 3 em 3. A primeira leva foi pontuada, todos fizeram suas observações e comentaram o que acharam de cada taça. Em seguida, foi servida a segunda leva e todos repetiram o processo.
Abrimos mão da pontuação formal pela inexperiência do grupo, mas todos indicaram qual vinho foi o melhor, o intermediário e o pior e todos compararam o primeiro e o segundo serviço. Assim, foi possível eleger uma ordem de classificação para os vinhos degustados.
MELHORES
Separamos dois vinhos pela substancial diferença em relação aos demais:
1) Salton Classic Cabernet Sauvignon 2004
Foi o grande furor ao revelar o preço no final, visto que era o mais barato. Dos 9 presentes, 5 o classificaram em primeiro lugar. Minhas impressões foram: taninos fortes e especiarias. O mais equilibrado. 12,3% de álcool.
Preço: R$11,98.
2) Panizzon Reserva Cabernet Sauvignon 2004
Outra surpresa do dia. Ninguém tinha ouvido falar dele ainda. O grupo encontrou aromas de pimentão, café e alguém achou até pasto molhado.
Minhas notas: macio e redondo. Cereja adocicado. Corpo bom e algum aroma animal.
11,5% de álcool.
Preço: R$13,18.
SEGUNDO TIME
Foi considerado o melhor entre os três primeiros degustados, mas inferior aos primeiros colocados.
3)Aurora Varietal Cabernet Sauvignon 2005
Foram encontradas especiarias e frutas vermelhas. O grupo o cosiderou equilibrado, encorpado e complexo. Para mim, um dos que mais evoluiu no contato com o ar. Aromas animais e café, porém com pouca intensidade, o que decepciona. 12,00% de álcool.
Preço: R$13,99.
OS DEMAIS
Alguns dos vinhos abaixo receberam votos, mas foram isolados. A característica mais comum aos três é que varios presentes os consideraram aguados, ou seja, com pouco corpo e estrutura. Colocar qualquer ordem aqui seria injustiça, pois acabamos não discutindo a classificação dos piores.
Chateau Lacave Cabernet Sauvignon 2002
Para mim, claramente aroma de barrica, contudo de má qualidade. Podemos supor que sejam chips ou carvalho de péssima categoria. Na boca é mais triste ainda porque depois de tanta barrica no nariz o mínimo que se espera é corpo. Aguadão. 12,00% de álcool.
Preço: R$13,79.
Baccio Cabernet Sauvignon 2002
Produzido no Rio Grande do Sul, mas engarrafado pela vinícula Campo Largo no Paraná. A Campo Largo é a maior produtora de vinho rústico do Brasil. Nos vinhos finos, penso que ainda tem trabalho duro pela frente. 11,8% de álcool.
Preço: R$13,90.
Marcus James Cabernet Sauvignon 2004
Também é produzido pela Aurora. Estranhamente, a vinícula faz dois rótulos com o mesmo preço. Como podemos ver, o Aurora Varietal é melhor que este. Quem sabe se revissem para a casa dos R$10,00 o preço de mercado dele fizesse algum sentido sua existência. 11,5 de álcool.
Preço: R$13,55.

SETEMBRO TEM MAIS
Todos adoraram o evento. Por e-mail e por orkut já querem marcar o próximo. Acredito que um por mês é interessante para não cansar a turma. Setembro tem mais.

2 comentários:

Anônimo disse...

Laércio say........
Tive a honra de participar do encontro vinícolo degustativo entre amigos, achei muito legal, ainda mais em se tratando de vinhos tintos nacionais, um pouco maltratrados pela mídia.
Valeu a pena, queremos mais.
Um abraço
Laércio

Guilherme disse...

Olá Viva o Vinho!
Em relação ao Marcus James e o Aurora Varietal, é que na realidade vocês pagaram mais barato por ele, aqui onde moro em Londrina / PR, o marcos james fica na faixa dos R$ 10,00 e o Aurora Varietal na faixa dos R$ 15,00, portanto 50% a mais do valor, justificando a qualidade mensionada por você.
Abraços.