domingo, julho 20, 2008

Dois Argentinos

Nesta sexta-feira reunimos a família no Laércio para comemorar a chegada do Rafael em Curitiba. Tomamos dois argentinos trazidos de incursões ao país vizinho.
O Rafael, como é de costume, desvirtuou o assunto do vinho e propôs nova modalidade de desgutação: "às mudas". O papel de irmão do meio é esse mesmo - risos - e mesmo com suas tentativas provamos os vinhos. Não foi às cegas nem às mudas, contudo pudemos avaliá-los.
Desculpe a brincadeira, Rafa. É muito bom tê-lo por aqui. Sua missão agora é voltar da Patagônia com alguma garrafa debaixo do braço.
Vamos aos vinhos:

VIÑAS DEL GOLF GRAND BLEND 2003
O Del Golf passou 18 meses em carvalho francês e mostrou a que veio. Escuro, com leve toque mais acastanhado e sem muito alo. Aroma de boa intensidade de couro, charutaria e fruta doce. Concordo com o produtor que acrescenta em seus descritores aniz, especiarias e café. É um daqueles vinhos concentrados, de bom corpo, acidez aparente e boa estrutura. Taninos redondos após cinco anos. 13,2% de álcool. $33,00 (ARS).VV!88.

HACIENDA LOS HAROLDOS RESERVA DE FAMILIA MALBEC 2005
Oito meses de carvalho francês e americano. Cor bordô com toque violeta. Aroma de intensidade e complexidade médias. Frutas maduras, adocicado de geléia e ameixas. Doce à baunilha. Taninos vivos, corpo apenas razoável e macio. Sem tantos atrativos como o primeiro. Um daqueles sucos doces bem feitos. Dependendo por quanto entra no Brasil vale o custo-benefício. No preço pago lá é excelente. 13,5% de álcool. $29 (ARS). VV!85.

NOTA DE HARMONIZAÇÃO
O Del Golf deve ir bem com carnes, mas acompanhou uma lazanha bolonhesa da A Landerna, que é blockbuster lá em casa. O molho mais adocicado da A Landerna combinou com os vinhos.

2 comentários:

Laércio disse...

Viva o "Del Golf", belo vinho, palato estruturado e duradouro.
Valeu!!!

QIC disse...

Estava tudo ótimo... é fato! Meio que contra a corrente gostei muito do Hacienda, mesmo reconhecendo as qualidades do Del Golf (bem superior)...
No mais... precisa dizer? Valeu a pena, como sempre! Estar com meu amor, em família, receber o Rafa, conversar com Laércio e Regina... isso não tem preço!